Produzidas em larga escala a partir dos anos 50, a praticidade oferecida pelas fraldas descartáveis fez com que as mães e pais atuais abandonassem os modelos de pano antigos.

Sendo um produto amplamente disponível, o acesso fácil às fraldas descartáveis também contribui para a popularidade do produto.

No entanto, as fraldas descartáveis são apontadas como vilãs do meio ambiente, por serem compostas por uma combinação de vários elementos, dentre os quais, compostos sintéticos como os polímeros superabsorventes e os componentes de plástico de difícil decomposição.


Uma única fralda descartável demora cerca de 600 anos para se decompor no meio ambiente, segundo uma pesquisa realizada pela Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismoda Unicamp.

Outro fato notável é a quantidade de fraldas que uma única criança usa desde seu nascimento até o desfralde. As diversas “calculadoras de fraldas”, disponíveis em páginas da web, indicam uma média de 4.100 fraldas até os 24 meses de vida.

Os modelos reutilizáveis, feitos de pano, vêm ganhando espaço como uma proposta alternativa ao uso das fraldas descartáveis. Mães e pais adeptos aos modelos reutilizáveis afirmam que a fralda de pano moderna é bem mais simples e prática que as de antigamente.

Além de considerar as fraldas de pano ecologicamente corretas, outros fatores citados como vantagem desse modelo é a menor quantidade de química em contato com a pele do bebê e a economia nos gastos.

O fato é que a adesão ao uso das fraldas de pano modernas ainda é bem menor do que a utilização das descartáveis. Algumas pessoas inclusive defendem que o impacto do uso de fraldas descartáveis ou de pano sobre o meio ambiente não é muito diferente. Afinal de ontas, o descarte final de resíduos em geral é apenas um degrau de toda a cadeia produtiva de qualquer produto. Aí devemos considerar o consumo de recursos naturais, energia, descarte de resíduos durante sua fabricação, etc. 
Infelizmente não existem estudos atuais (ou não tive acesso) que chequem qual modelo contribui mais ou menos para a nossa pegada ecológica. Mas em três coisas todos concordam: a opção de utilizar uma ou outra é inteiramente sua, então vale pesquisar e analisar as possibilidades; cada modelo (descartável ou reutilizável) pode e deve ser melhorado para diminuir o impacto causado ao meio ambiente e; há sempre uma maneira mais consciente de utilizar qualquer produto.
Texto: Narjara Lopes de Abreu – Bióloga, Doutora em Botânica e futura mamãe.

REDES SOCIAIS

Contato


Av. Barão do Rio Branco, 3053, 15 Andar
Centro | Juiz de Fora -MG |
Cep: 36010-012
Telefone:(32) 3082-8464
Whatsapp:(32)9 9123-1555
[email protected]

Localização